quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Distante obrigado


A intensidade de um só momento poderá cravar marcas eternas na vida. O deslumbramento, a ânsia e a esperança retornam com toda a sua pompa e circunstância. De imediato tudo desvanece, onde nem possível fora saborear, legitimamente. Fizeste-me feliz, essencialmente pelas palavras proferidas, honestamente comprovadas pelo brilho, sinceridade e doçura dos teus olhos. E esse teu petrificante sorriso?! Quebrei barreiras, quebrámos barreiras. 
Obrigado por me fazeres feliz, obrigado pela naturalidade, obrigado por existires e obrigado por permitires sentir-me teu, pois meu serás sempre! 

Devan

1 comentários:

driftin' disse...

A distância é multas vezes um obstáculo intransponível. Outras - vá lá saber-se porquê!... - não consegue impedir a viagem de um sorriso através do pensamento.

...Como se os dedos pudessem demorar-se na travessia de um rosto e os lábios se encontrassem na trajectória de um sonho.